sábado, 27 de agosto de 2016

TARAUACÁ: Detentos do presídio planejam rebelião por causa de superlotação, diz agente



POR GINA MENEZES - O presídio Moacir Prado, localizado no município de Tarauacá, é uma bomba relógio prestes a explodir em uma provável rebelião. A informação foi confirmada por um agente penitenciário que trabalha na unidade prisional e que pediu para não ter o nome revelado.

O presídio tem capacidade para 80 detentos, mas atualmente possui uma comunidade carcerária composta por 390 presos que superlotam as celas do pequena unidade prisional.

Inconformados com as condições sub-humanas e em contato com presos do sistema semiaberto, os detentos planejam uma rebelião. A informação já seria de conhecimento da polícia, que tomou as primeiras providências nas últimas horas.

A reportagem da Folha do Acre entrou em contato com o delegado titular da delegacia de Tarauaca, José Obetânio, que afirmou que durante a madrugada foram efetuadas dezenas de prisões e que logo se reunirá com o diretor do presídio para tratar sobre o assunto.

“Prendemos algumas pessoas e vou ter uma reunião com o diretor local do presídio. É só o que confirmo”, salientou.

Ao todo, foram realizadas 65 prisões, de acordo com o diretor-geral do Instituto Penintenciario do Acre (Iapen), Martin Hassell, todos de detentos que estavam no semiaberto.

“Estes detentos já foram recolhidos e já estão de volta ao presídio. Não temos informação de rebelião, mas sabemos que este tipo de coisa acontece de uma hora para outra, é por isso é importante mantermos a vigilância, por enquanto esta uso dentro da normalidade”, frisou.

Com relação à superlotação da unidade prisional, Hessel reconhece que está acima da capacidade, mas frisa que essa é a realidade de todo o sistema prisional brasileiro. Questionado se a segurança no local foi reforçada, o diretor afirmou que por enquanto segue dentro da mesma normalidade, apenas com os agente locais.


fonte: A folha do acre

TARAUACÁ/103 ANOS: OS PREFEITOS DO MUNICÍPIO

Adelmar de Oliveira - Substituiu Antônio Prado. (foto cedida pela família)
1º Prefeito foi Antônio Antunes de Alencar 19/04/1913 - 

2º Cel. Bento Aníbal Bonfim - (substituto). 

3º José Vitorino Menezes 15/11/1914

4º Cel. José Vicente de Assunção. (substituto) 01/02/1915.

5º Dr. José Tomás da Cunha Vasconcelos 04/04/1916

6º Cel. Júlio Pereira Roque 26/02/1918

7º Cel. Joaquim Pinheiro Cavalcante (+ - 1919/1920)

8º João Galvão de Oliveira (1921) - Curto período.

9º Capitão Hipólito de Albuquerque e Silva (1922). Há quem diga que ele teve uma passagem também em 1928 e 1930.

10º José Florêncio da Cunha (1930 a 1934)

11º Urbano Menezes de Oliveira (1935 a 1937)

12º Abel Machado (1937 a 1938) - 13º Ubaldo Menezes 1939 (substituto).

14º Raimundo Augusto de Araújo (apenas algum tempo)

15º Manoel Vieira da Cunha (1940/1948)

16º Leônidas Nogueira de Pontes (1948/1950)

17º Raimundo Angelim Cavalcante (1951/1955)

18º Arnaldo Gomes de Farias (1956/1958)

19º Antônio Américo Figueiredo (1960/1962) 

20º Reydiner Hilário de Matos.

21º Carlos Angelim Lopes (1963/1964)

22º Antônio Américo Figueiredo (1964/1967) Eleito em 1963. Disputou com o Evilásio.

23º Tupanir Gaudêncio da Costa (1967/1970)

24º Raimundo Ramos de Araújo (1971/1975)

25º Enio Ayres Ferreira (1976/1979) 

26º Antônio Prado (1980/1985) 

27º Adelmar de Oliveira - Substituto de Antônio Prado

28º Odilon Vitorino de Siqueira (1986/1988)

29º Esperidião de Menezes Junior (1989/1992)
30º Cleir Fernandes 1992 – Substituto de Esperidião Menezes Junior

31º Francisco Cleudon Rocha da Costa (1993/1996)

32º Jasone Ferreira da Silva (1997/2000) (1º mandato)

33º Jasone Ferreira da Silva (2001/2004) (2º mandato)

34º Erisvando Torquato do Nascimento (2005/2008) 

35º Erisvando Torquato do Nascimento. 2º mandato (2009/2011).

36º Marilete Vitorino de Siqueira, o substitui ficando até o final de 2012.

37º Rodrigo Damasceno Catão (2013; 2014; 2015; 2016)

quinta-feira, 30 de junho de 2016

Aos 88 anos, morre Antônio de Paula, defensor do meio ambiente

Na tarde desta quinta-feira feira (30), Cruzeiro do Sul (AC) e todo Vale do Juruá perdeu um dos maiores defensores do meio ambiente da região. Antônio de Paula, de 88 anos, sofreu um AVC por volta das 17h, chegando a ser levado ao Pronto Socorro, mas não resistiu e morreu no local.
Atualmente, “Seu Antonio de Paula”,  mesmo com seus 88 anos, ainda lutava pelas causas ambientais, em especial a preservação dos rios e igarapés, através da ONG Amigo das Águas do Juruá (AMAJ), em que era presidente.
Antônio de Paula nasceu no Ceará, no município de Nova Russas, e em 1950 chegou na região do Amazonas. Aqui ele sempre lutou pelos  seringueiros e ribeirinhos, o que resultou na primeira unidade de reserva extrativista, a Resex do Alto Juruá. Ele foi ainda um dos pioneiros pelas conscientização em relação aos cuidados com o meio ambiente e um dos presidentes da Associação dos Extrativistas do Alto Juruá.
O velório será em sua residência na Travessa Francisco Severiano, próximo á Associação de Moradores, no Bairro da Várzea.

segunda-feira, 23 de maio de 2016

Vacinação contra a gripe é prorrogada

Por não ter atingido a meta exigida pelo Ministério da Saúde, a Secretaria de Saúde do Acre (Sesacre) continuará vacinando a população contra a gripe. A meta é vacinar 80% do grupo prioritário, mas o Estado conseguiu apenas 63% de cobertura. Últimos dados apontam que o Acre apresentou o pior índice de imunização do país e também da Região Norte,
Municípios que alcançaram cobertura, mas não nos grupos prioritários, também têm uma nova chance para continuar a vacinação. Os interessados devem procurar um posto de saúde.
No estado, 170.024 mil pessoas fazem parte do público-alvo, composto por idosos, crianças, gestantes, povos tradicionais, mulheres que tiveram bebê até 45 dias depois do parto, funcionários da saúde e ainda população carcerária.
Da redação ac24horas

sexta-feira, 13 de maio de 2016

Cantores Paulo Victor e Fabiano

Temer comanda 1ª reunião ministerial como presidente em exercício

Encontro no Palácio do Planalto começou por volta das 9h20 desta sexta.
Presidente deu posse nesta quinta aos 24 novos ministros do governo.


O presidente em exercício Michel Temer comandou na manhã desta sexta-feira (13) a primeira reunião ministerial do novo governo no Palácio do Planalto. O encontro começou por volta das 9h20 e a assessoria do peemedebista informou que alguns ministros concederão entrevista à imprensa ao final.
Temer passou a ocupar o cargo de presidente em exercício nesta quinta (12), após ser notificado da decisão do Senado, que abriu processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff. Com isso, ela vai ficar afastada por um prazo de até 180 dias enquanto a Casa decide se ela cometeu ou não crime de responsabilidade.
Ainda nesta quinta, Michel Temer deu posse aos 24 novos ministros do governo, comoEliseu Padilha (Casa Civil), Henrique Meirelles (Fazenda), Romero Jucá (Planejamento), Geddel Vieira Lima (Secretaria de Governo), José Serra (Relações Exteriores) e Alexandre de Moraes (Justiça e Cidadania). Em uma cerimônia no Salão Leste do Planalto, todos eles assinaram o termo de posse e passaram a responder pelas pastas.
Nesta quinta, após tomarem posse como ministros, os novos titulares do Planejamento,Romero Jucá (PMDB), das Cidades, Bruno de Araújo (PSDB), e da Educação e Cultura, Mendonça Filho (DEM), afirmaram que o objetivo da reunião desta sexta era o presidente em exercício passar aos seus auxiliares da Esplanada as diretrizes e prioridades para o governo ao longo dos próximos meses.
Segundo Bruno de Araújo, por exemplo, os novos ministros não devem levar mais de 30 dias para apresentar a Temer as propostas para as pastas, a fim de encontrar um “novo modelo de gestão.
Jucá, por sua vez, declarou que a prioridade é desenvolver o país, gerar empregos e ter uma base política “forte” e, por isso, Temer precisa passar as orientações “técnicas e políticas” sobre como funcionará o Executivo.

fonte:
g1

sábado, 16 de abril de 2016

“O povo pede, eu voto sim ao impeachment”


Jéssica Sales desmente rumores que circularam nos bastidores do poder em Brasília, de que ela faltaria à sessão de votação do impeachment de Dilma Rousseff

JESSICA_INTERNO_01
A deputada federal Jéssica Sales (PMDB) reafirmou na manhã deste sábado (16), seu posicionamento favorável ao impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT). As declarações acontecem depois que rumores circularam nos bastidores do poder em Brasília, de que ela faltaria à sessão de votação do impeachment que está marcada para acontecer do domingo (17) no Congresso Nacional.

“Antes mesmo que meu partido desembarcasse do governo, eu tinha manifestado meu voto favorável ao impeachment. Estes boatos que circularam nos bastidores que eu poderia faltar à sessão de votação fazem parte da tática de guerrilha dos apoiadores do governo. Estarei no plenário neste domingo e votarei pela continuidade do processo contra a presidente”, diz Jéssica.
Ela destaca que fez questão de deixar claro seu posicionamento favorável ao afastamento da presidente Dilma, quando espalho outdoors nas cidades do interior e na capital Rio Branco. As placas com a frase: o povo pede, eu voto. Sim ao impeachment foram coladas nas principais de cidade de Cruzeiro do Sul, segunda maior cidade do Acre, além das cidades do Vale do Juruá.
“Não se trata de uma decisão política. Nós estamos dando voz à população que anseia por mudanças que tragam novas perspectivas de crescimento e desenvolvimento econômico e social que tirem o país da crise. Fomos eleitos pelo voto popular e acreditamos que este eleitor merece ter voz e vez neste momento delicado da política brasileira”, enfatiza Jéssica Sales.
A parlamentar destaca que não faz parte de grupos políticos que negociam votos por vantagens da máquina pública. “Nunca participei de barganhas no Congresso. Não será neste momento que os brasileiros esperam uma resposta positiva de seus representantes que entrarei em negociatas. Nosso voto será favorável ao pedido de impeachment da presidente Dilma”.
Ray Melo, da editoria de política do ac24horas
Impeachment_02